quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Conversa com Caroline.


Eu tenho tanta coisa aqui dentro pra falar e ao mesmo tempo pra enterrar. Não sei que parte perdi nesse tempo, mas o que entendi foi que Mário sempre me omitiu o sentimento dele durante este ano. Não, de maneira nenhuma, não tenho raiva...Tenho tristeza. Preferia que fosse raiva porque aí seria só extravasar que passava, mas tristeza Caroline? Tristeza a gente não enterra assim. Levaria uma amizade com ele tranquilamente se tudo não tivesse sido feito tão intensamente de uma vez, se não tivesse feito doer como fez. Uma bomba atrás de outra, eu tive que segurar todas e deixar explodir bem no meio da minha cara. Acabou comigo Caroline, rapidez demais e eu não funciono assim. Não sei absorver as coisas dessa maneira quando eu tô envolvida de verdade entende? Eu não sou de mentira, eu não sei fingir direito, eu não sei apertar meu ''esc'' do nada e não vou mudar isso por causa de gente como Mário. Não tenho nem palavras pro que Gabriel tem sido pra mim, sempre esteve ali do meu lado depois do que aconteceu, você sabe que contei que estava triste e não escondi o motivo. Até ele me fazer esquecer. Gabriel tem me ganhado nos detalhes e eu tenho me envolvido, até porque depois dessa ''gota'' é o que eu tenho me permitido, é o que acho que mereço. Eu não sou casal de 2012, eu sei como funciona sentimento e eu sei que comigo é aos poucos que as coisas acontecem, sei que quando uma pessoa me tem, me tem mesmo. A paz que ele tem trazido é uma coisa bonita, nunca escondi o fato de gostar dele, porém acho que as coisas tem ficado um pouco mais sólidas. ''Eu gosto dos que têm fome, dos que morrem de vontade, dos que secam de desejo, dos que ardem." Eu gosto de verdades Caroline, gosto de intensidade, gosto de tocar no fundo e ser tocada também. Eu não abro meu coração pra qualquer um, eu não tenho um milhão de pessoas e nem me importo de nunca ter tido. Nunca gostei de meio termo pelo fato de não ser boa em de tomar decisão atrás de decisão, a coisa é clara ou escura, não existe meia-luz. Ele é definitivamente uma pessoa que não vai ter dificuldade pra arrancar o que quiser de mim, já que não tem empecilho nenhum e que me lembrei do conselho barato que recebi, algo sobre ''merecer toda a felicidade do mundo''. Fico contente por Gabriel concordar em gênero e número, e fico mais ainda por ainda estar aqui depois de tudo que eu havia bloqueado. Por continuar me olhando do mesmo jeito e por continuar deixando a íris tão transparente pra que eu seja capaz de enxergá-lo através.
Banhar-se com água do fundo do poço pra que Caroline? Deixa ele me contagiar mais, deixa me sugar por dentro, eu tô tão aberta pra que seja feito o que quiser com o que tem aqui dentro. Só quero expressões sinceras, que sejam claros comigo como fui. A única coisa que sempre pedi foi verdade e isso é muito singular. Também não quero que mude. Já é tarde, tenho que desligar. Boa noite pra você também, amanhã nos falamos mais. Ok, também amo você magricela.

4 comentários:

Rafael Milanezi disse...

very nice! haha

desencargo.blogspot.com

Maíra Cunha disse...

Mais que lindo, está ótimo! Estou seguindo aqui, ficaria muito feliz com sua visita e siga se gostar:
http://fazdecontatxt.blogspot.com

herry tan disse...

Wooowww..., this blog very cool ..., i like it very much..

if u have time visit n follow my blog
herry-tan.blogspot.com.. thanks

Anônimo disse...

Que coisa linda de se ler. Também escrevo, apesar de só ter 17 anos, e amei como você expressa sentimentos e palavras num só ser. Bjs