quinta-feira, 7 de maio de 2009

Senso

Me admira a capacidade do ser humano de sonhar, querer, desejar e chega a ser ironicamente divertida a forma que cada um lhe dá com os fatos. Determinação é singular, vai de pessoa pra pessoa, cada qual com seu ansear. Uma questão me agonia bastante, o indivíduo vive dizendo que quer isto aqui ou acolá e não faz por onde obter, busca muitas vezes certas coisas que desviam completamente o tracejado. E por que essa sina de achar que temos os maiores problemas do mundo em pleno cotidiano? Veja bem, analise comigo, uma colherada de cautela para evitar vista grossa, olhe ao seu lado, à sua frente e à sua volta, os tantos conflitos sociais, guerras, doenças, surtos, informes (que mais parecem contos de horror) e ainda assim os nossos problemas é que são maiores; Aquela oportunidade que você perdeu, aquela discussãozinha clichê, o livro que você ainda não teve paciência de ler, os objetivos que ainda não se deu nem ao trabalho de colocar em prática. Fútil.
Que o ser humano é egocêntrico é visível a qualquer par de olhos, mas será que não está passando da hora de colocar um fim à tanta dramatização e colocar em pratos o bom senso?

Um comentário:

a disse...

arrasou Lett